Guia do Mundial de Atletismo de Moscou

Yahoo Contributor Network

Com uma delegação de 32 atletas, o Brasil desembarca em Moscou para disputar, de 10 a 18 de agosto, o Mundial de Atletismo. Estrelas das corridas como Ana Claudia Lemos, Rosângela Santos e Solonei da Silva, Keila Costa do salto triplo, Ronald Julião no lançamento de disco e Fabiana Murer do salto com vara são alguns destaques com chances de medalha. Confira quem vai participar em cada modalidade, como acompanhar as disputas e turbinar a sua torcida!

Mundial de Atletismo

O primeiro Mundial de Atletismo aconteceu em 1983, na Finlândia. A Rússia realiza a 14ª edição, na comemoração de 30 anos do evento. As competições serão realizadas no Estádio Olímpico de Moscou, que também vai receber jogos da Copa do Mundo de 2018. Até por esse motivo, deve ser fechado para reforma após o Mundial. No histórico do evento, o líder do ranking de medalhas é os Estados Unidos com 250. O Brasil é o 48° país com apenas 11 medalhas - 1 ouro, 5 pratas e 5 bronzes. Embalada pelos resultados circuitos regionais, na Liga Diamante e no Sul-Americano de Cartagena, na Colômbia, os brasileiros que conseguiram índice vão também lutar por um lugar no pódio e em busca de conseguir boas marcas para as futuras disputas dos Jogos Olímpicos de 2016. Antes disso, as competições do Mundial de Atletismo voltam a ocorrer em Pequim (2015) e Londres (2017).

Confira os brasileiros participantes e com mais chances de medalha:

CORRIDAS

• 100 metros, 200 metros rasos e Revezamento 4x100 feminino

Ana Claudia Silva - Ana Claudia Lemos da Silva é uma das melhores velocistas brasileiras da atualidade. Ela é especialista nos 100 e 200m rasos, mas também compete na prova de revezamento 4x100 metros. E é nessas três modalidades que ela vai também competir em Moscou, querendo repetir os dois ouros que ganhou no Sul-Americano de Cartagena (100 e 200m feminino). Ana participou dos Mundiais de 2009 e 2011, dos Jogos de Pequim 2008 (como reserva) e Londres 2012, quando quebrou o recorde sul-americano nas eliminatórias com Franciela Krasucki, Evelyn dos Santos e Rosângela Santos e tempo de 42s55, terminando em sexto na classificação geral. Um ano antes, no Pan de Guadalajara, conquistou duas medalhas de ouro nos 200 m e no revezamento 4x100 m. Ela é a atual recordista brasileira e sul-americana dos 100 m com 11s05, marca obtida no GP de Belém em maio de 2013 e dos 200 m rasos com 22s48, obtida no Troféu Brasil, em São Paulo, em 6 de agosto de 2011.

Franciela Krasucki - Franciela é velocista e compete nas provas de 100 metros e revezamento 4x100. Em Moscou vai disputar também a prova de 200 metros rasos. Ela fez parte da equipe de revezamento feminino no Pan de Guadalajara e Londres 2012. No Sul-Americano de Cartagena conquistou a medalha de prata nos 100m feminino, dividindo o pódio com a medalhista de ouro e também brasileira Ana Claudia Lemos.

• 200 metros masculino

Bruno de Barros - O velocista Bruno Lins Tenório de Barros é um veterano em competições internacionais. Ele ficou em quarto lugar com a equipe brasileira de revezamento 4x100 metros nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. Em junho de 2009 foi pego no doping e suspenso por dois anos. Retornou às competições oficiais vencendo os 100 e 200 metros rasos do Troféu Brasil de Atletismo de 2011. Obteve o 6º lugar na final dos 200 metros rasos do Campeonato Mundial de Atletismo de 2011 (prova vencida por Usain Bolt). Integrou a delegação que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México, onde obteve uma medalha de bronze nos 200 metros rasos. No Sul-Americano da Colômbia em 2013 foi prata com tempo de 10.22 nos 100 metros.

Aldemir da Silva Jr - O carioca Aldemir Gomes da Silva Jr é uma das grandes surpresas do atletismo de 2012. Ele só começou a competir com atletas profissionais em 2011 e desde então, compete nas provas de 200 metros e no revezamento 4x100 metros. Entre suas principais conquistas está o segundo lugar nos 200m do Troféu Brasil de 2012 e no Campeonato Ibero-Americano.

• 400 metros feminino

Joelma Sousa - Joelma integrou a delegação que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, onde conquistou a medalha de prata com o revezamento 4x400 metros ao lado de Geisa Coutinho, Bárbara de Oliveira e Jailma de Lima. Nos 400 metros conquistou a medalha no Sul-Americano de Cartagena, Colômbia, realizada em 2013. É nesta prova que vai competir em Moscou querendo ficar abaixo da marca de 52 segundos.

• 400 metros masculino e Revezamento 4x400 metros

Anderson Henriques - O gaúcho Anderson Henriques é um dos jovens talentos da velocidade do Brasil. Integra desde 2011 a equipe de revezamento 4x400 metros e é especialista nos 400 metros. Foi ouro no Troféu Brasil de 2011 e finalista do Pan do mesmo ano. Quer levar o ouro em 2016, mas tem treinado forte para conseguir bons resultados no seu primeiro Mundial.

• 400 metros com barreiras masculino

Mahau Suguimati -Mahau Camargo Suguimati é especialista na prova dos 400 metros com barreiras. No Pan de 2007 chegou à final, ficando em sétimo lugar. Nos Jogos de Pequim 2008 e no Mundial de 2011 ficou na semifinal da modalidade. No Sul-Americano de Cartagena deste ano ganhou medalha de ouro com o tempo de 49.86, um dos melhores tempos da carreira. Mahau pretende repetir a marca e o pódio em Moscou.

• 800 Metros masculino

Kleberson Davide - Kleberson é o cara do Brasil na prova dos 800 metros. Foi prata nos Jogos Pan-Americanos do Rio, caiu nas eliminatórias das Olimpíadas de Pequim 2008 e no Campeonato Mundial de Atletismo de 2011, chegou à semifinal. Integrou a delegação que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, onde conquistou novamente a medalha de prata, repetindo o resultado de 2007. Kleberson oteve o índice para o Mundial de Atletismo ao vencer a prova de 800 metros no Circuito promovido pela Federação Paulista de Atletismo, no Ibirapuera, em São Paulo, em março de 2013.

• Revezamento 4x100 feminino

Rosângela Santos - Rosângela é um dos fenômenos femininos brasileiros nas competições de atletismo da atualidade. Com 23 anos de idade já conquistou: medalha de bronze no 4x100 m no Mundial Juvenil de Bydgoszcz, em 2008; ficou em oitavo lugar e conquistou o recorde sul-americano de 42s92 na fase preliminar no Mundial de Daegu 2011; ganhou medalha de ouro nos 100 metros rasos e bateu seu recorde pessoal (com 11.22 segundos) no Pan de Guadalajara, além de integrar a equipe do revezamento 4x100 metros ao lado de Vanda Gomes, Franciela Krasucki e Ana Cláudia Lemos. Ela ainda é a primeira brasileira da história a ganhar uma medalha nos 100 metros em Pan-Americanos e a primeira brasileira a ganhar vaga na semifinal olímpica. Em Moscou, integra a equipe brasileira e somente disputa o revezamento 4x100 metros.

Evelyn dos Santos - Evelyn já participou dos Jogos Olímpicos de 2008 e 2012, tem superado lesões para poder competir. Se recuperou e conseguiu o índice para o Mundial. Tem chances de conseguir um bom resultado em Moscou com a equipe de revezamento 4x100 metros feminino.

Vanda Gomes - Vanda integrou a delegação que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México, onde conquistou a medalha de ouro com o revezamento 4x100 metros ao lado de Rosângela Santos, Franciela Krasucki e Ana Cláudia Lemos. Espera repetir a dose em Moscou ao lado das companheiras de equipe.

• Revezamento 4x400 metros masculino

A equipe de revezamento 4x400 metros masculino será composta por Hugo de Sousa, Pedro Luiz de Oliveira, Jonathan da Silva e Wagner Cardoso. Além das marcas individuais, eles foram destaque no Sul-Americano de Cartagena conquistando o primeiro lugar no pódio. Wagner também conquistou a prata no individual dos 400 metros. Contando com as recentes conquistas, o quarteto chega em Moscou com a esperança de conquistar pódio e medalha para o Brasil.

• Decatlo

Carlos Chinin - Carlos é o representante brasileiro do decatlo. Seu recorde é de 8393 pontos, marca obtida em 2013 quebrando o recorde sul-americano da modalidade, conquistado durante as competições do Troféu Brasil. Com essa marca garantiu o índice para o Mundial de Atletismo de Moscou. Atualmente, é o terceiro melhor no Ranking Mundial de 2013 e o grande favorito para o ouro na Rússia.

• Marcha

Caio Bonfim - Caio conseguiu o índice para o Mundial no Sul-Americano de Cartagena. Na ocasião, terminou a prova em primeiro lugar, com o tempo de 1:24:28.40. Com o resultado, é um dos favoritos a medalha na modalidade, em Moscou.

Mario José dos Santos Jr - Mario é especialista na marcha de 20 e 50 km. Sonha estar abaixo das 3h50 no Mundial de Moscou. Até o momento, suas melhores conquistas foram a medalha de prata no Pan de Santo Domingo (2003) e o recorde brasileiro dos 50km conquistado em Cheboksaru (Rússia), em 2008.

• Maratona

Solonei da Silva - O paulista Solonei Rocha da Silva é maratonista e detém várias medalhas de ouro na categoria. Entre elas, a dos Jogos Pan-Americanos de 2011, 18ª Maratona Internacional de São Paulo com tempo de 2:12:25, nos 12 km no Sul-Americano de Cross Country em Assunção 2011 e Número 2 do Ranking Sul-Americano da maratona 2011. A conquista mais recente foi no Sul-Americano de Cartagena em 2013: ouro com o tempo de 29:51.79 nos 10.000 metros. Vai para Moscou em busca da segunda medalha do ano.

Paulo Roberto Paula - Veterano na equipe de atletismo do Brasil, Paulo foi convocado pela Confederação Brasileira para participar do Mundial. Dois dos seus melhores resultados em 2012 foram o 8º lugar nos Jogos Olímpico de Londres e o terceiro lugar colocado na Maratona de Pádova. Quer correr abaixo das 2h10min em Moscou.

ARREMESSOS

• Arremesso de peso feminino

Geisa Arcanjo - Apesar de ter sido destaque nos Jogos de Londres, para conseguir o índice olímpico, Geisa ganhou a medalha de ouro no 15º Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, em Barquisimeto, na Venezuela. Sua marca foi de 18,84 m, superando o índice de 18,55 m exigido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Com isso, bateu o recorde sul-americano sub-23 e se aproximou do recorde sul-americano adulto, que é de 19,30m da brasileira Elisângela Adriano. Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Geisa arremessou o peso à distância de 18,47m nas eliminatórias, ficando em 11º lugar e obtendo vaga na final olímpica. Na final, ficou em oitavo na classificação geral. Com o doping de Nadzeya Ostapchuk, a brasileira ganhou uma posição, terminando sua participação olímpica em sétimo lugar. No Sul-Americano de Cartagena em 2013 conseguiu a classificação para Moscou garantindo o ouro lançado o peso em 18,27m. Pelos bons números e experiência, chega como uma das favoritas ao pódio.

• Lançamento de disco masculino

Ronald Julião - Ronald Odair de Oliveira Julião é especialista nas modalidades do arremesso de peso e lançamento de disco. Depois de garantir bons resultados como amador, foi federado e profissionalizado e disputou os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro 2007. Suas marcas foram 10º no peso e 6º no disco. Virou recordista brasileiro do peso (18,78 m) e disco (63,30 m) no ano de 2011, em Shenzhen, na Universíade, quando obteve a medalha de bronze no disco. Nos Jogos Pan-Americanos de 2011, Ronald Julião obteve a medalha de bronze, ficando a apenas 1 centímetro da prata. Em maio de 2012, no Grande Prêmio Brasil de Atletismo, Julião obteve o recorde brasileiro do disco com a marca de 65,41 m, com a qual Julião poderia ter obtido o 4º lugar do Campeonato Mundial de Atletismo de 2011. Com isso, obteve a vaga olímpica. Tem boas chances de ficar entre os primeiros lugares em Moscou.

• Lançamento de dardo feminino

Jucilene de Lima - Bolsista do programa Bolsa-Atleta, ela é estreante em Mundiais e fará sua estreia na categoria adulta. Sua melhor marca foi 60,03m no Campeonato Paulista da modalidade.Para Moscou, a meta é de conseguir a marca de 61,94m.

• Lançamento de disco feminino

Fernanda Raquel Borges Martins - Ao lado de Andressa Oliveira de Morais, Fernanda é uma das jovens estrelas do lançamento de disco do Brasil. Conseguiu o índice para o Mundial lançando o disco na marca de 57.44 e garantindo o bronze na modalidade. Ela deve adquirir experiência internacional e melhorar os resultados da carreira neste Mundial.

SALTOS

• Salto triplo feminino

Keila Costa - Keila é uma das mais bem sucedidas jovens atletas do atletismo brasileiro, além de ter bons resultados em competições internacionais. Conquistou bronze no salto triplo no IAAF/World Junior Championships em 2002, com a marca de 13,70 m. Foi prata no salto em distância e salto triplo nos Jogos Pan-Americanos de 2007. Keila também participou das edições de 2004 e 2008 dos Jogos Olímpicos no salto em distância e obteve o bronze no salto em distância no campeonato Mundial Indoor de Atletismo de 2010, realizado em Doha. A mais recente foi a conquista a medalha de ouro no Sul-Americano de Cartagena com a marca de 14,21 m no salto triplo e a prata no salto em distância com 6,49 m. Com a ausência de Mauren Maggi, é a favorita brasileira na modalidade.

• Salto triplo masculino

Jefferson Sabino - Ao lado de Jadel Gregório (ausente deste mundial de Moscou), o paulistano Jefferson é um dos especialistas do Brasil no salto triplo masculino e tem conseguido bons resultados em competições oficiais. No Pan do Rio chegou à final do salto triplo, ficando na quarta posição. Sabino participou também dos Campeonatos Mundiais de Atletismo de 2007 (14ª posição), 2009 (15ª posição) e 2011 (9ª posição). Em 2011 conquistou a medalha de bronze no Pan de Guadalajara com a marca de 16,51 m. Em 2013 conquistou o ouro com a marca de 16,73 no Sul-Americano da Colômbia.

• Salto com vara feminino

Fabiana Murer - Fabiana é uma das grandes estrelas desta da delegação brasileira. Uma das únicas que pode ofuscar seu brilho é a russa Yelena Isinbayeva que já anunciou aposentadoria para este ano e deve querer sair do circuito em grande estilo. Fabiana tem treinado forte para repetir o feito do Mundial de Atletismo de 2010, em Doha, quando realizou a melhor campanha de sua carreira: foi campeã mundial indoor do salto com vara, saltando 4,80 m na final. No mesmo ano, em 19 de agosto, Murer venceu a prova no Meeting de Atletismo de Zurique, na Suíça, com 4,81 m, e conquistou o título da IAAF Diamond League.

Karla Rosa da Silva - A outra representante do salto com vara no feminino é Karla Rosa da Silva. Ela conquistou a medalha de prata no Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, realizado em San Fernando, Espanha, em 2010. Tem 4,35 m como recorde pessoal na prova, marca de 26/02/2011, feita em São Caetano do Sul (SP). É a 3ª melhor brasileira da história da prova, atrás de Fabiana Murer (4,85m) e Joana Costa (4,40m). Integrando a delegação que disputa os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México.3 , ficou em 4º lugar na disputa do salto com vara, com a marca de 4,30m. Em 2013, no Sul-Americano da Colômbia conquistou o ouro saltando 4,20m. Vai certamente lutar para estar no pódio ou entre as 10 melhores colocadas.

• Salto com vara masculino

Thiago Braz da Silva - Thiago é paulistano e especialista masculino no salto com vara. Braz da Silva (Marília, 16 de dezembro de 1993) é um atleta brasileiro especializado no salto com vara. Tem vários títulos do Juvenil e Junior na carreira e está em busca de melhores resultados no profissional. Ele tem como treinador Vitaly Petrov, o mais respeitado técnico de salto com vara do mundo, que tem nada menos que Yelena Isinbayeva e Fabiana Murer no currículo. A primeira grande conquista de 2013 foi o ouro no Sul-Americano de Cartagena. A competição deve dar mais experiência ao jovem e promissor talento.

João Gabriel Sousa - João disputa o seu primeiro Mundial. Sua carreira já passou por vários momentos ruins como a suspensão por doping, em 2009, e por lesões e pressão por resultados. Atleta do Clube Pinheiros desde 2012 fez uma aposta com seu técnico, Henrique Martins, para se motivar, voltar aos treinos e esse incentivo foi fundamental para conquistar o índice e ficar com uma marca de 5,40m. Deve ser um dos destaques em Moscou na modalidade.

Augusto de Oliveira - O paulistano de Marília começou na modalidade incentivado pelos amigos. Estreante em competições internacionais, sua melhor melhor marca, até o momento, foi bater o recorde sul-americano e brasileiro Indoor e conquistado o índice para o Mundial.

• Salto em distância

Mauro Vinicius da Silva - Paulista de Presidente Prudente, Mauro compete no salto em distância. Garantiu o primeiro ouro para o Brasil no salto em distância do Mundial Indoor de Atletismo. Teve grande desempenho das eliminatórias, quando saltou 8,28m. Em Cartagena, levou o ouro da modalidade melhorando seu tempo e saltando 8,24m.Tem grandes chances de medalha em Moscou.

View Comments